segunda-feira, 10 de novembro de 2008

... E foi por um triz

(foto de Gunther)

… Estava a ser cada mais difícil aguentar o riso, ele sentiu o meu corpo agitar-se contra as suas pernas e começou a ter a consciência que ia começar a correr mal, inventou uma desculpa de um trabalho urgente que tinha esquecido e conseguiu adiar a conversa com o meu chefe para a tarde. Mal senti a porta a bater soltei o riso que já não conseguia aguentar, rebolei no chão em altas gargalhadas, ele afastou a cadeira um pouco mais para traz e ficou ali a apreciar me de repente põe-se também a rir acompanhando me nas gargalhadas. Depois ficamos sérios olhamos um para o outro ele baixou–se perto de mim e beijou-me tão calmamente… tão…tão… apaixonadamente, que esqueci tudo à minha volta… senti a sua boca a queimar-me o corpo por onde passava… as suas mãos seguiam lhe o rastro… deitados no chão ele penetrou-me sem tirar os olhos de mim atento a qualquer movimento do meu rosto… deliciava-se com o prazer que me estava a dar, fechei os olhos quando me fez gemer … de seguida gemeu ele e deixou-se ficar assim deitado em cima de mim, era a primeira vez que fazíamos deitados, depois olhou me nos olhos e disse “é bom estar contigo mas se não queremos perder estes momentos temos de ter mais cuidado, ninguém pode saber o que se passa entre nós” concordei, mas adiantei lhe que Dona L. já sabia, expliquei lhe a historia da cueca, ele rui-se e disse que podíamos confiar nela. Ficou decidido ali que íamos tentar estar juntos só na hora do almoço…

4 comentários:

VERTIGO disse...

É!! Hora do almoço é hora de de sobremesa ou sobre a mesa,srsrsrrsrsrssrs

Bjs!!!

Pekenina disse...

Gostei do detalhe: "Ficou decidido ali que íamos TENTAR estar juntos só na hora do almoço" hehehe

Penumbra disse...

Quantas horas têm eles de almoço? :)

beijo

f.a disse...

"Foi por um triz"...exa frase tem dono...(memoria ao falecido)
Quanto ao texto,"decidimos TENTAR...." essa ai tambem me é familiar...mas a tentação é mais forte que a carne e de boas intençoes tá o inferno cheio.
As horas de almoço sao sempre tao monotomas,e só servem pra duas coisas: ou comer ou ser comida!