quarta-feira, 22 de abril de 2009

... O reencontro


… O trajecto para casa dele parecia me longo… demasiado longo… as saudades de sentir o seu corpo nu colado ao meu eram muitas… não parávamos de olhar um para o outro… às vezes ele punha a mão dele na minha coxa… era o suficiente para me fazer estremecer… olhava para ele e via o engolir em seco … ele também estava ansioso e inquieto … finalmente avistamos a casa dele… entramos na garagem … saímos do carro… e como um íman caímos nos braços um do outro… beijamos nos novamente com fúria… com fome… insaciáveis… nossas mãos percorriam frenéticas os nossos corpos… senti uma necessidade urgente de o sentir dentro de mim naquele momento… libertei o seu sexo sem pararmos de nos beijar… ele sentou me no capot do carro … abracei o com as minhas pernas e deixei o deslizar dentro de mim… gemi na sua boca… suas ancas baloiçavam de encontro a mim… ele também estava ansioso… ávido… estávamos quase a chegar ao auge quando ouvimos a porta da garagem abrir… o coração quase que me saía pela boca… escondemos nos atrás do carro… era a mãe dele… vinha da casa de uma amiga ... era a noite do jogo de cartas… era habito meu em situações semelhantes dar me uma crise de riso e o P ficou logo preocupado e tapou me a boca… mas não precisou porque fiquei paralisada ... ser encontrada daquela maneira pela mãe dele, rival da Dona L bloqueou me totalmente... da minha boca era impossível sair qualquer som. Ele ia ter que me apresentar a ela mas não queria que fosse daquela maneira. Felizmente ela não demorou muito… depois de ela sair comecei a tremer da cabeça aos pés… ele abraçou me carinhosamente … beijou me o rosto … ficamos um tempo assim até me acalmar e dar tempo para que ela fosse para a cama, não me sentia capaz de a encarar naquele dia… com o máximo cuidado subimos para o quarto dele… eu continuava nervosa… ele pegou me na mão e levou me para a casa de banho… foi me tirando a roupa lentamente… alternando com beijos no corpo e leves mordidelas… fui relaxando… e retribuindo o carinho… acabamos nus debaixo do chuveiro… os beijos e carícias continuavam por entre as ensaboadelas… ele sorveu me… eu sorvi o com a mesma intensidade… enxugamos nos com as toalhas mas continuávamos insaciáveis… fomos caminhando para o quarto dele como se estivéssemos a dançar… sem pararmos de nos beijar … de nos tocar… ele sentou se numa cadeira… eu sentei me no colo dele… fazendo o entrar em mim … as minhas ancas baloiçavam suavemente… ele apertou me as nádegas pedindo mais ritmo… mordeu me os seios… gemeu … explodiu… beijei o sem parar de baloiçar… uma onda de calor invadiu o meu corpo… acompanhado de uma tontura deliciosa e soltei o meu prazer gemendo no seu ouvido… agora sim já podíamos ir dormir… deitamos nos naqueles lençóis suaves … nus … corpo contra corpo e adormecemos tranquilos…

4 comentários:

Momentos...volupté! disse...

Amo dar um banho em minha parceira...é cumplicidade, tesão, momentos...

Beijos

SmS disse...

eu n tenho gajo pah...sn metia-me ja no banho com ele

eheheh

Tetê disse...

assim o amor se fez, né?
acho que num rompante...
tb teria feito isto, hj
!
melhor assim,
não fazê-lo!
bjs

Ana Amaral disse...

Delicioso esse banho,muito excitante,


bjs.