segunda-feira, 1 de março de 2010

... Ciúmes




... Deitei me por cima do seu corpo nu... concentrei me nos batimentos rápidos do seu coração até voltarem ao seu ritmo normal... o nosso silencio tornou se pesado... os meus beijos... e as minhas carícias… não foram suficientes para o tranquilizar … a pergunta ainda pairava na sua mente mas eu sentia que ele tinha receio de a formular... e eu não estava preparada para a ouvir... levantei me e fui tomar banho ... fechei os olhos e deixei me envolver pela agua quente ... assustei me com o som da sua voz tão perto de mim... ele entrou dentro do chuveiro perguntando o que havia entre eu e o M... o seu olhar penetrou me … eu queria dizer que senti curiosidade e desejo ... e que as circunstancias ajudaram a satisfazer essa curiosidade ... foi um envolvimento passageiro ... do qual não me arrependo mas que não teve significado… mas… eles eram irmãos… preferi omitir a verdade... não valia a pena... mais uns meses e cada um seguiria a sua vida ... respondi que éramos só amigos ... "os teus olhos dizem mais que as tuas palavras" disse me ele... fiquei com um nó na garganta... custava me imenso mentir lhe mas não podia ceder... fiz me de zangada e atirei lhe à cara o período em que a mãe dele faleceu e ele me ignorou e se afastou de mim como se me culpasse pelo que tinha acontecido com à mãe e o M foi compreensivo e carinhoso... só isso... foi o ombro amigo que precisei... ele ficou um pouco confuso… dei como encerrada a discussão e comecei a ensaboar me freneticamente... senti a sua mão a deslizar pela minha pele... aproximou-se de mim até me encostar à parede… levantou me o queixo … beijou me suavemente… depois senti os seus lábios a deslizarem pelo pescoço… continuaram a descer… e quanto mais desciam mais as minhas ancas se agitavam… ajoelhou se… fez me sentir a sua língua macia e quente provocando me pequenos choques eléctricos até à explosão final… voltou a beijar me fazendo me sentir o meu gosto… ficamos abraçados com a agua a correr pelos nossos corpos… senti algo encharcado encostado a mim… aquele doido meteu se debaixo do chuveiro sem proteger a mão lesionada, as ligaduras ficaram todas molhadas… saímos do chuveiro… depois de absorver a agua com a toalha tentei secar as ligaduras com o secador de cabelo … enquanto eu barafustava com ele pela sua irresponsabilidade ele ria se acabando por me contagiar e pondo me a rir também... senti me mais leve...


10 comentários:

Venus in red disse...

... em demasia corroem o espirito!

É muito bom amar livremente... sem angústias, e medos...



Saevium

▒▓█► JOTA ◄█▓▒ disse...

ººº
... não me digas que esse menino tb tem os escafóides abertos?

... oh mulher dás choques eléctricos, tal como a Manta?

... GANDA PERIGO ...

BA BOCAGE disse...

Gostaria de te sentir em cima de mim...

Zé das Cricas disse...

E eu gostava de me sentir em cima de ti!

Por isso, pode ficar o Ba por baixo, tu no meio e eu por cima. Que tal?

Beijos

Luxuria disse...

A verdade vem sempre ao de cima, nada como se ser sincero, o que nem sempre acontece.


beijo de luxuria

Luxuria disse...

Desejo um Feliz dia da
______MULH
______MULHERM
_____MULHERMUL
____MULHERMULHE
____MULHERMULHE
_____MULHERMULHE
_____MULHERMULHE
_____MULHERMULHERMU
_____MULHERMULHERMUL
______MULHERMULHERMUL
_____MULHERMULHERMULH
___MULHERMULHERMULHER
___MULHERMULHERMULHER
____MULHERMULHER_MULH
____MULHERMULHE__MUL
____MULHERMULH___MUL
___MULHERMULH____MUL
__MULHERMULHE___MUL
__MULHERMULHER__MUL
_MULHERMULHERM__MUL
MULHERMULHERMU__MU
MULHERMULHERMU_MUL
MULHERMULHERMULHER
_MULHERMULHERMULHE
_MULHERMULHERMULHE
_MULHERMULHERMUL
_MULHERMULHERM
__MULHER_MULHE
___MULHE_MULHE
___MULHE_MULHE
____MULH__MULHE
____MULH__MULHE
____MULH___MULHE
____MULH____MULHE
____MULH____MULHE
____MULH_____MULHE
____MULH______MULHE
_____MUL______MULHE
_____MUL_______MULH
_____MUL________MUL
_____MUL_________MUL
____MULHE________MULH
____MULHE________MULHE
__MULHE_M_________MULH
__________________MULH

Com muita luxuria

beijo

diabinho disse...

uuuiiii

e não ficaste com frio?

ehehehehehehe
bjokas endiabradas...

O Toninho disse...

Deita-te em mim, querida!
Esconde-me, esconde-me bem!
Abraça-me, abraça-me, abraça-me fortemente!!

Serei objecto do teu prazer!
Serei!
Sucumbe-te a mim, querida!•
E sorve-me!
E no último sopro
Desse teu cigarro que finda,
Sairei!
Fumaça no vento perdida.•
Deita-te, deita-te em mim, querida!!
Por ti espero, por mim espero,
Pelo teu abraço apertado!
E tormento sem rumo,
Sob cinza esquecida, perecerei.


Bejinhos e abraços

Luxuria disse...

Obrigada pela visita!!!

________*bjo*bjo*____*bjo*bjo*___
_______*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*___
_____*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*__
__*bjo*bjo*____*bjo*bjo*bjo*____*bjo*bjo*__
_____*bjo*bjo*_adoro vc____*bjo*bjo*___
_______*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*___
__________*bjo*bjo*bjo*bjo*bjo*__
_____________*bjo*bjo*bjo*___


BEIJO GRANDE COM MUITA LUXURIA

Jaime Piedade Valente disse...

nahh! não convence!

a felina queria ser mais puta do que consegue ser1

talvez seja felina, mas é apenas uma gatinha indefesa - daquelas que nas aldeias portuguesas, ao arrepio dos direitos dos animais, são abandonadas nas matas