segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

... Provocação






... Chegamos ao elevador... sempre repleto aquela hora ... coloquei me de frente para o P servindo de escudo para não lhe magoarem a mão que ele tinha ao peito, apoiada numa écharpe... a sua mão esquerda segurava a pasta de executivo... senti o tão desprotegido ... e eu com uma vontade enorme de lhe fazer uma maldade... ao verificar que ele tinha as mãos praticamente ocupadas vi ali uma oportunidade de o provocar... estávamos muito próximos... ele evitava olhar para mim ... como se adivinhasse os meus pensamentos… ele sentiu que eu ia aprontar alguma... a minha mão foi directa ao ziper das calças e bem devagar abri o... olhei para o seu rosto ... a sua maçã de adão movimentou se ... os seus olhos suplicaram para que eu parasse... o meu dedo acariciava o seu sexo docemente... senti o a endurecer … trinquei os lábios para não rir com o seu embaraço ... o numero de pessoas à nossa volta ia reduzindo... retirei o dedo mas não fechei o ziper... afastei me ligeiramente dele... chegamos ao piso doze... ele não disse nada ... abri a porta do escritório já estava lá o meu ex chefe do piso oito... o P já não podia contra atacar... trabalhamos toda a manhã... quando nos estávamos a preparar para ir almoçar, chegou o Sr. Administrador, com a Dona L... foi o M que os trouxe de Reims no carro dele... o P não se mexeu... a ultima vez que esteve com o pai tinham discutido... era bem visível o brilho de emoção nos olhos do Sr Administrador ... abraçou o filho com preocupação... a seguir foi o M abraçar o irmão depois de me ter beijado no rosto... achei que já não estava ali a fazer nada e com o pretexto de ir almoçar tentei escapar, mas o Sr. administrador fez questão que almoçássemos juntos... mas antes de sairmos falou baixinho com o P... este olhou para baixo e viu o ziper das calças aberto... o P tentou fechar com a mão esquerda mas não conseguiu, ou fez de propósito para não conseguir depois olhou para mim e descaradamente pediu para eu o fechar... todas as pessoas presentes naquela sala sabiam que eu e o P tínhamos uma relação muito intima mas não consegui evitar um rubor na face quando lhe fechei o ziper com todos a olhar para nós... dirigimos nos para o restaurante... o P escolheu uma mesa de costas para uma parede e fez questão que eu me sentasse do lado esquerdo dele, enquanto esperávamos pelas refeições, quase dei um pulo da cadeira quando senti a mão dele a deslizar lentamente pela minha coxa... pouco a pouco os seus dedos se infiltraram para me tocar mais intimamente ... fiquei agitada... nervosa... estava a ser difícil me concentrar nas perguntas que o Sr Administrador me fazia ... como se isso não bastasse... o M não parava de me olhar ... os dedos do P continuavam a tocar me e a aquelas carícias eram uma tortura deliciosa… sentia me um rio … agarrei a mão do P para o impedir de continuar mas só piorou … ele encostou os seus lábios ao meu ouvido e sussurrou que me desejava fazendo me estremecer com um beijo no pescoço … o pai ficou radiante com tanta intimidade, o irmão, o M. baixou os olhos … senti a sua tristeza… senti me no meio de um conflito de emoções … sentia me quase a explodir… a única maneira de travar o P foi pisar lhe o pé com o tacão do meu sapato … ouvi o gemer e … felizmente chegou o empregado para nos servir…

9 comentários:

f.a disse...

Deleciosa vingança....boa como sempre!

O Toninho disse...

Adoro os teus textos, são fantásticos.

O Toninho disse...

Tens de organizar uma ideia destas no Porto, também ia ser giro :)

Pekenina disse...

Ufff.... Felina deixas-me sempre inquieta a querer saltar linhas para chegar ao fim. E ao mesmo tempo a querer perder-me devagar para não acabar :)

Beijinho

Luxuria disse...

Que pena...queria ver até onde ia a mão.



beijo de luxuria

Vontade de disse...

Ai ai ai... ficou-se pela metade.

Nina... disse...

hum, deliciosamente interessante!
Aproveitando, venha conhecer o meu blog, Dama na Mesa. Sexo e muito mais... Espero que goste!

Beijos, Nina

carpe vitam! disse...

tu e os elevadores... :)
um dia ainda te leio toda de uma ponta a outra!

diabinho disse...

provocações, provocações...

beijokas endiabradas...